(31) 98213-4646 (32) 98861-1312 Atendimento

Empreendedorismo Feminino

Escrito Por: Publicado em: ROOT Data de Criação: 24/07/2019 Acessos: 70 Comentários: 0

Como está a participação das mulheres no empreendedorismo hoje em dia?

Entenda mais sobre como está o mercado do empreendedorismo para as mulheres atualmente.
 

O empoderamento feminino é uma discussão atual em nossa sociedade. Isso tem sido uma ferramenta importante na inclusão das mulheres cada vez mais em diferentes espaços na sociedade e, por conseguinte, mais presença no mercado de trabalho. E não é diferente quando falamos sobre mulheres noempreendedorismo.

Neste post, nosso foco é mostrar como está o panorama empreendedor feminino, seus desafios, dicas para enfrentá-los e, também, oferecer dados sobre a participação das mulheres no setor. Continue a leitura!

Como empreender nos dias de hoje?

“Os empreendedores falham, em média, 3,8 vezes antes do sucesso final. O que separa os bem-sucedidos dos outros é a persistência”.

A frase foi dita pela executiva americana Lisa M. Amos e não poderia ser mais verdadeira.

Empreender exige esforço. É isso que determinará o desenvolvimento e sucesso de um negócio. Um relatório executivo produzido pelo Sebrae estimou que, no geral, existem mais de 49 milhões de empreendedores no Brasil. O número deu um salto em razão da crise econômica, o que fez as pessoas procurarem alternativas de renda além do emprego tradicional.

Algumas características são essenciais para quem deseja empreender e, como nosso assunto aqui é sobre a participação das mulheres, vale ressaltar que muitas dessas características são bem representadas por elas!

Facilidade de liderança

A liderança feminina dentro das organizações vem crescendo nos últimos anos. O fato de muitas mulheres serem mães, terem de lidar com a família e, ainda, atuarem com excelência na profissão, além de outros fatores, faz com que muitas delas obtenham uma vantagem competitiva: a facilidade de liderança.

A liderança feminina é um diferencial para o negócio. Isso se dá pelo fato de que a gestão de pessoas envolve lidar com inúmeros perfis, quesito no qual as mulheres naturalmente têm maior habilidade.

Inteligência emocional

O mercado para empreendedores é desafiador e, como dissemos, a persistência é essencial. E justamente porque, quando questionadas, empreendedoras mulheres são quem mais afirmam possuir resiliência, que se percebe essa característica como destaque importante para a prática de administração.

Logo, o impacto positivo da liderança feminina é perceptível e positivo para a economia, o que contribui para os negócios permanecerem por mais tempo no mercado.

Organização

A organização do negócio é fator-chave para seu sucesso na atualidade. Asmulheres empreendedoras tendem a manter uma preocupação maior com os detalhes relativos à ordenação de suas tarefas.

O cuidado com os detalhes costuma encantar os clientes, que estão cada vez mais exigentes em relação ao consumo.

Qual a participação das mulheres no mercado empreendedor?

Apesar do impacto positivo gerado pela liderança feminina, apenas 15% dos cargos de diretoria são ocupados por mulheres em todo o mundo. No Brasil, o valor sobe para 18%, de acordo com uma pesquisa conduzida pela Insper em parceria com a Talenses.

Mesmo diante desse quadro, o número de mulheres no empreendedorismo, ou seja, aquelas que decidem abrir seus próprios negócios, vem aumentando. Segundo um estudo feito pelo Sebrae Minas, baseado em dados do Portal do Empreendedor, entre 2013 e 2019 o número de empreendedoras aumentou 124%, saltando de 1,3 milhão em 2013 para 3 milhões em 2018.

A ocupação desse espaço crescente é um fator crucial para que as mulheres alcancem a igualdade de gênero e reconhecimento no mercado de trabalho. Isso se deve a uma cultura na qual a mulher ainda precisa provar maior capacidade, se comparada aos homens em uma mesma função. Logo, elas enxergam no empreendedorismo a possibilidade de melhorar suas vidas.

Outro estudo, dessa vez conduzido pelo Global Entrepreneurship Monitor (GEM), mostrou que a inovação está presente 5% a mais nos negócios femininos, em comparação aos masculinos. Isso mostra a qualificação das mulheres para a condução de seus próprios empreendimentos.

3 desafios que as mulheres ainda enfrentam no mercado de trabalho

O mercado é desafiador, como já destacamos. Mas, para as mulheres no empreendedorismo, os obstáculos podem ser ainda maiores. A seguir, você conhecerá alguns desses desafios!

1. Falta de apoio

A sociedade ainda se mostra preconceituosa em relação às mulheres no empreendedorismo. Isso afeta não só a autoconfiança, mas também reflete o tipo de apoio que elas recebem, tanto emocional quanto econômico.

Sem aporte financeiro, que em diversas ocasiões precisa vir de seus familiares ou mesmo de instituições de crédito, elas têm dificuldades para investir em suas ideias e dar impulso inicial ao negócio.

2. Sexismo

Outro desafio para a mulher empreendedora é o sexismo. O ser mulher ainda carrega julgamentos históricos de preconceitos, como é o caso do papel social de mulher como dona de casa, a responsável por cuidar dos filhos e pelas tarefas domésticas.

Essa desigualdade está evidente quando analisa-se a disparidade de salários recebidos por homens e mulheres em um mesmo cargo.

3. Educação desigual

Apesar de as mulheres serem a maioria no ensino superior no Brasil, a realidade não é a mesma em outros países. Milhões delas são privadas do direito do estudo ― sendo que é justamente nesse tipo de espaço que são desenvolvidas uma grande parte de habilidades profissionais para o empreendedorismo.

Esse fato também dificulta o networking, que é o contato com outras empreendedoras. Consequentemente, há um desestímulo da atividade entre elas.

3 dicas para mulheres no empreendedorismo

Pensando nos desafios, separamos algumas dicas que podem ajudar as empreendedoras a vencê-los!

1. Seja detalhista em seu mapeamento de negócios

As mulheres costumam ser detalhistas, mas quando se trata de empreender a atenção precisa ser redobrada, especialmente no que diz respeito ao mapeamento de negócios.

Para isso, recomenda-se ter um objetivo claro, determinar uma data para concluí-lo, além de estabelecer estratégias e decisões a serem tomadas para poder executá-las.

2. Reúna capital necessário

Outra dica importante é ter uma reserva financeira que fará com que você se sinta confortável para empreender.

Mas isso deve estar associado a um controle financeiro mais apurado na fase inicial do negócio, concentrando o investimento em coisas que de fato agregarão valor ao seu objetivo.

Essa premissa é essencial para o sucesso inicial, ainda mais que grande parte das empresas não resiste aos primeiros anos de atividade.

3. Promova a igualdade e a diversidade

Não somente objetivando diminuir os obstáculos para as mulheres no empreendedorismo, promover a igualdade é essencial para o avanço da sociedade e do mercado.

Além disso, promover a diversidade gera impactos extremamente positivos no negócio e na sociedade como um todo, uma vez que aumenta a inovação e melhora a competitividade.

Qual o futuro das mulheres no empreendedorismo?

Desafios são o que não faltam para as mulheres no empreendedorismo. No entanto, essas adversidades têm ajudado a formar empreendedoras mais resilientes, experientes e confiantes.

Aliás, tal fato é um dos responsáveis, nos últimos anos, pelo aumento superior a 100% de mulheres que investem em seus próprios negócios.

Fonte: Hotmart

Deixe um comentário

Captcha